quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Quisera eu que tu voltasses.

Então, me diga o porquê. Estou aqui, mais um vez, com lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Eu já deveria ter superado. Mas parece que toda vez que eu penso nos momentos que passamos juntos, um pedaço de mim morre. Não importa quanto tempo passe, sempre estarás no meu coração. O meu primeiro amor verdadeiro, e possivelmente, o único. Mentiu para mim, me enganou, me iludiu e foi embora sem misericórdia. Deixou-me aqui esperando por um pedido de desculpas, ou talvez alguma frase clichê que me desse alguma esperança de que estavas arrependido. Deplorável, não acha? Transformaste uma menina ingênua com o coração feliz por poder amar em uma menina fria e agora, com o coração gelado e quebrado. Finjo ser feliz, invento sorrisos e disfarço o meu olhar cheio de mágoas. Às vezes, me encontro lastimando a tua partida. Mesmo que negue aos outros, a ti e a mim mesma, a verdade é que eu ainda sinto a tua falta. Quer dizer, sinto falta do que tu eras enquanto estávamos juntos. Sinceramente, não te conheço mais. Tu te transformaste em um outro alguém. Num alguém que só me faz mal…

Nenhum comentário:

Postar um comentário