quarta-feira, 25 de agosto de 2010

(Antiga) Alegria,

esses dias, tenho me sentido mais alegre. Talvez, seja porque consegui te esquecer por completo. Te ver com outro alguem; que não era eu, me fez chorar e acordar pra vida. Vale mais a pena, pensar que um outro alguem que me ama pode me fazer mais feliz do que você poderia fazer. Não é que eu te odeie, só não te quero mais. Vou seguir em frente, por mais doloroso que possa ser. Talvez, com o passar do tempo, eu aprenda a amar quem me ama. Pode acontecer mais rápido do que imagino; te desejo todo o bem do mundo, que você seja muito feliz com a sua vida. E, espero que você também deseje a mim. Só não quero que, quando você me veja com um outro alguem, chore como eu chorei quando vi você....

domingo, 22 de agosto de 2010

(Antiga) Eu poderia,

eu poderia sentar na cama e esperar esse sentimento horrível passar, poderia contar uma mentira fácil que viesse na minha cabeça, poderia gritar o que sinto para o mundo todo ouvir, poderia tentar esquecê-lo, poderia fazer tudo isso. Se ao menos, soubesse o que estou sentindo. Mas, simplesmente não sei. Não sei o que fazer, não sei o que pensar, não sei se devo voltar ou continuar no tempo. É como se fosse uma pequena vida. Uma criança, que cresce. Quando pequena, acredita que tudo é perfeito e, que o amor existe. Acredita no seu príncipe encantado. Porém, com o passar do tempo, vê que nada é perfeito e, que o amor não vale nada nesse mundo capitalista e hipócrita. Ela sofre, sofre porque um dia resolveu amar. Mas, no fundo ela pensa que algum dia ainda vai ficar tudo bem. A tristeza lhe predomina pois sabe que ainda falta muito para esse dia chegar. Ela já se acostumou com a idéia de que nós todos sofremos, mas o sentimento é maior que a compreensão.